segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

É já no próximo dia 6 de dezembro

Assiste e informa-te.

                    

Vamos dar vida aos resíduos da escola

Sabias que a nossa escola vai participar nesta iniciativa?

                    

Concurso Nacional de Leitura 2012-2013

Atenção às datas... inscreve-te o mais rapidamente possível.
Estamos à tua espera na BE

  
  

  
  

 

Problema Científico

             Vem à BE e responde corretamente ao desafio:

                 

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Exposição de Fernando Pessoa na BE

Fernando Pessoa esteve entre nós na exposição magnífica elaborada pelas alunas do Curso Profissional Técnicas de Apoio à Infância- 12º F no âmbito da disciplina de expressão plástica- Módulo 8- " Oficina Processo Criativo I" - Trabalhos orientados pela professora Teresa Raposo. Muitos foram os que visitaram a BE e se deleitaram...
O meu muito obrigada às alunas e à professora.
Aproveitem para ver as fotos.



                             

sábado, 24 de novembro de 2012

DIA INTERNACIONAL DA FILOSOFIA

Quinta-feira, 15 de Novembro de 2012.
A UNESCO indicou em 2002 a celebração internacional do Dia da Filosofia na terceira quinta-feira do mês de novembro de cada ano. Neste ano de 2012 foi celebrado no dia 15 de novembro. O grupo disciplinar de Filosofia da nossa escola e a BE associaram-se a esta comemoração com a dinamização de várias atividades (ver Programa, vídeo e fotos). Com esta comemoração quisemos mostrar a importância da Filosofia na atualidade, divulgar a história do pensamento filosófico e despertar o gosto pela filosofia e pelo "filosofar". As atividades contaram com a participação empenhada dos alunos de Filosofia dos 10ºs e 11ºs anos e dos alunos de Guitarra do 11º ano do Curso Profissional de Instrumentista.
A todos, saudações filosóficas!

Vejam aqui o programa, as fotos e a gravação em vídeo.

                      
             
                      



                      

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

THE OLD WITCH NA ESPAMOL

Aqui está ela,visionem a dramatização efetuada pelos alunos do 10º E, sob  a orientação da professora Célia Rodrigues.

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Halloween na BE ESPAMOL

Mais um dia das bruxas entre risos e livros…
No passado dia 31 de outubro, a nossa Biblioteca ficou mais bonita!!!... encheu-se de cor e foi decorada com adornos alusivos a esta época festiva. Este foi um trabalho colaborativo com os professores Teresa Raposo e Jorge Guerreiro e com os seus alunos do PCA (7º e 8º anos) e do curso TAI (12ºano), tendo deixado a BE irreconhecível…
Na Biblioteca, ouviram-se poemas em inglês, pelos alunos do 9ºF, orientados pelo professor Armindo Martins, leitura de contos alusivos à data e encenação de coreografias temáticas pelos alunos dos professores David Marques e Gonçalo Costa (10º D- TAI).
A Turma do PIEF, acompanhada pelas suas professoras, assistiu à sessão de cinema, organizada pela BE e os alunos do 10º E, orientados pela professora Célia Rodrigues, aproveitaram o cenário festivo para filmarem uma pequena dramatização em língua inglesa, no decorrer da semana.
Um agradecimento muito especial a todos os alunos e professores que participaram nesta atividade.
Continuem a colaborar na dinamização deste espaço que é nosso.
Um bem-haja para todos!

  
                          

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Hallowen na BE da tua escola

                  
Vem à Biblioteca e vê o que preparamos para ti...
 
                  

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Concurso Literário das Bibliotecas de Lagoa

Participa! Temos ipods e tablets para oferecer...

                      

         O Regulamento:
 
                      

Mês Internacional das Bibliotecas Escolares

Mais uma vez comemoramos o Mês Internacional das Bibliotecas Escolares, promovido pelo IASL (International Association oh School Librarianship http://www.iasl-online.org/), que conta com a adesão da Rede de Bibliotecas Escolares (http://www.rbe.min-edu.pt/np4/home).

O nosso Cartaz:
 
                      

domingo, 14 de outubro de 2012

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Hoje é o dia Internacional da Música

O Maestro Sacode a Batuta

O maestro sacode a batuta,
A lânguida e triste a música rompe ...

Lembra-me a minha infância, aquele dia
Em que eu brincava ao pé dum muro de quintal
Atirando-lhe com, uma bola que tinha dum lado
O deslizar dum cão verde, e do outro lado
Um cavalo azul a correr com um jockey amarelo ...

Prossegue a música, e eis na minha infância
De repente entre mim e o maestro, muro branco,
Vai e vem a bola, ora um cão verde,
Ora um cavalo azul com um jockey amarelo...

Todo o teatro é o meu quintal, a minha infância
Está em todos os lugares e a bola vem a tocar música,
Uma música triste e vaga que passeia no meu quintal
Vestida de cão verde tornando-se jockey amarelo...
(Tão rápida gira a bola entre mim e os músicos...)

Atiro-a de encontra à minha infância e ela
Atravessa o teatro todo que está aos meus pés
A brincar com um jockey amarelo e um cão verde
E um cavalo azul que aparece por cima do muro
Do meu quintal... E a música atira com bolas
À minha infância... E o muro do quintal é feito de gestos
De batuta e rotações confusas de cães verdes
E cavalos azuis e jockeys amarelos ...

Todo o teatro é um muro branco de música
Por onde um cão verde corre atrás de minha saudade
Da minha infância, cavalo azul com um jockey amarelo...

E dum lado para o outro, da direita para a esquerda,
Donde há árvores e entre os ramos ao pé da copa
Com orquestras a tocar música,
Para onde há filas de bolas na loja onde a comprei
E o homem da loja sorri entre as memórias da minha infância...

E a música cessa como um muro que desaba,
A bola rola pelo despenhadeiro dos meus sonhos interrompidos,
E do alto dum cavalo azul, o maestro, jockey amarelo tornando-se preto,
Agradece, pousando a batuta em cima da fuga dum muro,
E curva-se, sorrindo, com uma bola branca em cima da cabeça,
Bola branca que lhe desaparece pelas costas abaixo...

Fernando Pessoa, in "Cancioneiro"



quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Nick Cave é a personalidade do mês de setembro


Já deves conhecer Nick Cave, pelo menos a sua faceta como cantor, mas sabias que ele agora também escreve? É verdade…
Vem visitar a exposição na BE e descobre este fantástico compositor e intérprete.
Fotos e mais fotos…

 
 

 

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Será mesmo um texto do séc. XIX? A sua atualidade é confrangedora...


Um povo resignado e dois partidos sem ideias

“Um povo imbecilizado e resignado, humilde e macambúzio,
fatalista e sonâmbulo, burro de carga, besta de nora,
aguentando pauladas, sacos de vergonhas, feixes de misérias,
sem uma rebelião, um mostrar de dentes, a energia dum coice,
pois que nem já com as orelhas é capaz de sacudir as moscas;
um povo em catalepsia ambulante, não se lembrando nem donde vem, nem onde está, nem para onde vai;
um povo, enfim, que eu adoro, porque sofre e é bom,
e guarda ainda na noite da sua inconsciência como que
um lampejo misterioso da alma nacional,
reflexo de astro em silêncio escuro de lagoa morta.

Uma burguesia, cívica e politicamente corrupta até à medula,
não descriminando já o bem do mal, sem palavras, sem vergonha,
sem carácter, havendo homens que, honrados na vida íntima,
descambam na vida pública em pantomineiros e sevandijas,
capazes de toda a veniaga e toda a infâmia, da mentira à falsificação,
da violência ao roubo, donde provém que na política portuguesa sucedam, entre a indiferença geral, escândalos monstruosos, absolutamente inverosímeis no Limoeiro.

Um poder legislativo, esfregão de cozinha do executivo;
este criado de quarto do moderador; e este, finalmente,
tornado absoluto pela abdicação unânime do País.

A justiça ao arbítrio da Política,

torcendo-lhe a vara ao ponto de fazer dela saca-rolhas.

Dois partidos sem ideias, sem planos, sem convicções,
incapazes, vivendo ambos do mesmo utilitarismo céptico e pervertido, análogos nas palavras, idênticos nos actos,
iguais um ao outro como duas metades do mesmo zero,
e não se malgando e fundindo, apesar disso,
pela razão que alguém deu no parlamento,
de não caberem todos duma vez na mesma sala de jantar.”

Guerra Junqueiro, in pátria 1886

domingo, 23 de setembro de 2012







E TODA A NOITE A CHUVA VEIO

E toda a noite a chuva veio
E toda a noite não parou,
E toda a noite o meu anseio
...
No som da chuva triste e cheio
Sem repousar se demorou.

E toda a noite ouvi o vento
Por sobre a chuva irreal soprar
E toda a noite o pensamento
Não me deixou um só momento
Como uma maldição do ar.

E toda a noite não dormida
Ouvi bater meu coração
Na garganta da minha vida.

Fernando Pessoa

                                                                    
 


domingo, 9 de setembro de 2012

Conselho para os rapazes... mas as raparigas também o podem seguir...

 
 
 
    
 
Namora uma rapariga que lê,
de Rosemary Urquico.
 
O texto é de Rosemary Urquico e é simplesmente fabuloso...
 
«Namora uma rapariga que lê. Namora uma rapariga que gaste o dinheiro dela em livros, em vez de roupas. Ela tem problemas de arrumação porque tem demasiados livros. Namora uma rapariga que tenha uma lista de livros que quer ler, que tenha um cartão da biblioteca desde os doze anos.
Encontra uma rapariga que lê. Vais saber que é ela, porque anda sempre com um livro por ler dentro da mala. É aquela que percorre amorosamente as estantes da livraria, aquela que dá um grito impercetível ao encontrar o livro que queria. Vês aquela miúda com ar estranho, cheirando as páginas de um livro velho, numa loja de livros em segunda mão? É a leitora. Nunca resistem a cheirar as páginas, especialmente quando ficam amarelas.
Ela é a rapariga que lê enquanto espera no café ao fundo da rua. Se espreitares a chávena, vês que a espuma do leite ainda paira por cima, porque ela já está absorta. Perdida num mundo feito pelo autor. Senta-te. Ela pode ver-te de relance, porque a maior parte das raparigas que leem não gostam de ser interrompidas. Pergunta-lhe se está a gostar do livro.
Oferece-lhe outra chávena de café com leite.
Diz-lhe o que realmente pensas do Murakami. Descobre se ela foi além do primeiro capítulo da Irmandade. Entende que, se ela disser ter percebido o Ulisses de James Joyce, é só para soar inteligente. Pergunta-lhe se gosta da Alice ou se gostaria de ser a Alice.
É fácil namorar com uma rapariga que lê. Oferece-lhe livros no dia de anos, no Natal e em datas de aniversários. Oferece-lhe palavras como presente, em poemas, em canções. Oferece-lhe Neruda, Pound, Sexton, Cummings. Deixa-a saber que tu percebes que as palavras são amor. Percebe que ela sabe a diferença entre os livros e a realidade – mas, caramba, ela vai tentar fazer com que a vida se pareça um pouco com o seu livro favorito. Se ela conseguir, a culpa não será tua.
Ela tem de arriscar, de alguma maneira.
Mente-lhe. Se ela compreender a sintaxe, vai perceber a tua necessidade de mentir. Atrás das palavras existem outras coisas: motivação, valor, nuance, diálogo. Nunca será o fim do mundo.
Desilude-a. Porque uma rapariga que lê compreende que falhar conduz sempre ao clímax. Porque essas raparigas sabem que todas as coisas chegam ao fim. Que podes sempre escrever uma sequela. Que podes começar outra vez e outra vez e continuar a ser o herói. Que na vida é suposto existir um vilão ou dois.
Porquê assustares-te com tudo o que não és? As raparigas que leem sabem que as pessoas, tal como as personagens, evoluem. Exceto na saga Crepúsculo.
Se encontrares uma rapariga que leia, mantém-na perto de ti. Quando a vires acordada às duas da manhã, a chorar e a apertar um livro contra o peito, faz-lhe uma chávena de chá e abraça-a. Podes perdê-la por um par de horas, mas ela volta para ti. Falará como se as personagens do livro fossem reais, porque são mesmo, durante algum tempo.
Vais declarar-te num balão de ar quente. Ou durante um concerto de rock. Ou, casualmente, na próxima vez que ela estiver doente. Pelo Skype.
Vais sorrir tanto que te perguntarás por que é que o teu coração ainda não explodiu e espalhou sangue por todo o peito. Juntos, vão escrever a história das vossas vidas, terão crianças com nomes estranhos e gostos ainda mais estranhos. Ela vai apresentar os vossos filhos ao Gato do Chapéu e a Aslam, talvez no mesmo dia. Vão atravessar juntos os invernos da vossa velhice e ela recitará Keats, num sussurro, enquanto tu sacodes a neve das tuas botas.
Namora uma rapariga que lê, porque tu mereces. Mereces uma rapariga que te pode dar a vida mais colorida que consegues imaginar. Se só lhe podes oferecer monotonia, horas requentadas e propostas mal cozinhadas, estás melhor sozinho. Mas se queres o mundo e os mundos que estão para além do mundo, então, namora uma rapariga que lê.
Ou, melhor ainda, namora uma rapariga que escreve.»
 

terça-feira, 4 de setembro de 2012

A Biblioteca da ESPAMOL continua à tua espera...

Bem-vindos à Bibloteca!
Bom ano letivo 2012-2013 para todos os nossos amigos leitores!
 
E porque a leitura se pode fazer em qualquer parte... atreve-te!

André Kertész
 
 
 
OS LIVROS
 


Os livros. A sua cálida
Terna, serena pele. Amorosa
Companhia. Dispostos sempre
A partilhar o sol
Das suas águas. Tão dóceis
Tão calados, tão leais.
Tão luminosos na sua branca e vegetal cerrada
Melancolia.
Amados
Como nenhuns outros companheiros
Da alma. Tão musicais
No fluvial e transbordante
Ardor de cada dia.


Eugénio de Andrade
Antologia Breve
Porto, Editorial Nova, 1972
                                     
                                      

 

Os nossos alunos foram notícia...










Reportagem do Projeto “Parlamento dos Jovens – Ensino Secundário”
 

                A nossa aventura, para mim e para os meus colegas participantes no projeto, teve início com a construção, apresentação e discussão das medidas a submeter à sessão escolar, logo em Janeiro.
              Depois de muito esforço e dedicação, conseguimos, no dia 6 de Março de 2012, na sessão distrital que se realizou em Faro, lutar pelas nossas propostas, convencendo os nossos outros colegas deputados de que as nossas medidas eram exequíveis, sendo o nosso trabalho reconhecido, após a votação do projeto final a levar à sessão nacional, tendo sido a nossa escola, juntamente com a escola secundária de Albufeira, a mais votada para representar o círculo eleitoral de Faro na sessão nacional, na Assembleia da República.
             Com esta conquista, o objetivo de se construir um futuro melhor para as gerações futuras, em que a cidadania e a solidariedade estejam presentes no dia-a-dia de cada um de nós, começou a cumprir-se.
             Nos dias 28 e 29 de Maio de 2012, e em trabalho de pares, tudo fizemos para que as “nossas” medidas viessem a fazer parte do projeto final, a submeter na sessão plenária, o que efetivamente voltou a estar ao nosso alcance, uma vez que duas das medidas constantes do mesmo passaram a fazer parte do projeto da 2ª comissão.  A partir daí foram variadíssimos os contatos que estabelecemos com jovens de todo o país, incluindo dos arquipélagos da Madeira e dos Açores e ainda da Escola Portuguesa de Macau.
             Todos unidos, em prol de um único e maior objetivo: promover a cidadania através das redes sociais”.
              A receção que nos foi prestada enalteceu-nos e também a todos os que nos acompanharam até esse momento máximo do nosso desempenho, fazendo-nos sentir verdadeiros deputados e verdadeiros jornalistas, ainda que só por dois dias, mas que poderão ter sido os primeiros de muitos outros. A forma como todos os funcionários e restantes membros da Assembleia da República nos trataram, foi indiscutivelmente a melhor.
             Impõem-se-nos ainda fazer um sentido agradecimento à Câmara Municipal de Lagoa, que incondicionalmente, nos apoiou desde o primeiro instante, tendo colocado ao nosso dispor toda a logística necessária, para tornar possível a concretização deste nosso objetivo, agradecimento também ele extensivo à nossa professora, pois sem ela não teria sido possível vivermos este sonho.
             Chegados a este momento, estamos certos de termos honrado o nosso distrito e sobretudo a nossa escola, provando a todos os que acreditaram em nós e não menos aos que se mantiveram mais distantes do nosso trabalho, que afinal não somos uma geração sem futuro e, mais do que isso, somos uma geração que se preocupa com o futuro, o nosso e o de todos os que nos rodeiam.
            Não será certamente tarefa fácil, mobilizar tantos jovens em prol de uma causa, por mais útil que ela possa ser, mas foi sem dúvida fácil, deixar-nos fascinar por um projeto desta dimensão e com esta capacidade de nos fazer pensar e agir em coletivo.
            O nosso reconhecimento à equipa de coordenação da Assembleia da República será sempre pouco, perante um desafio tão enriquecedor para os que nele tiveram a honra de participar, ainda que nem todos tenham conseguido chegar tão longe quanto nós chegámos.
            É com grande orgulho que hoje damos a conhecer o nosso testemunho, que hoje mostramos a história da nossa participação, acreditando que esta será para repetir, tantas as vezes quantas as que nos forem permitidas, tantas as vezes que soubermos levar a bom porto as nossas ideias, as nossas convicções.
            Ainda uma palavra final dirigida todos os nossos colegas, levando-os a unirem-se a esta causa tão nobre e dando-lhes a garantia de como é gratificante, “regressar a casa” com a certeza do dever cumprido.
            Outros antes de nós já terão sentido esta felicidade e outros certamente nos sucederão.                           
A jornalista:
Carina Isabel Martins Carvalho


AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PADRE ANTÓNIO MARTINS DE OLIVEIRA - Lagoa

 

domingo, 27 de maio de 2012

Para não esquecer...Concurso de Leitura em voz alta na BE ESPAMOL

                         

Concurso Literário das Bibliotecas de Lagoa

                           
Rede Concelhia das Bibliotecas de Lagoa
anuncia vencedores de concurso literário

            A Rede Concelhia das Bibliotecas de Lagoa divulgou, no dia 1 de Maio de 2012, os vencedores de concurso literário que promoveu junto de alunos das escolas do 1º, 2º, 3º ciclos e ensino secundário do Município de Lagoa.
            Na edição de 2012, os premiados foram os seguintes: na categoria de 1º ciclo, 1º - Beatriz Bernardo (E. B. 1 do Parchal, Turma 4A), 2º - Isaac Albuquerque (E. B. 1 de Ferragudo, Turma 4F) e 3º - Luís Ribeiro (E. B. 1 de Ferragudo, 4º ano); na categoria de 2º ciclo, 1º - Cristiana Oliveira (Escola Internacional, 5º ano), 2º - Lara Tapadinhas (E. B. 2, 3 Jacinto Correia, Turma 6º C) e 3º - Carolina Ferreira (Escola Internacional, Turma 6º B); na categoria de 3º ciclo, 1º - Catarina Afonso (E. B. 2, 3 Jacinto Correia, Turma 8º A), 2º - Catarina Encarnação (E. B. 2, 3 Jacinto Correia, Turma 8º E) e 3º - Joana Sanona (ESPAMOL - E. Secundária com 3º Ciclo Padre António Martins de Oliveira, Turma CERC2A) e, na categoria de ensino secundário, 1º Marta Deodato (ESPAMOL, Turma 10º C), 2º Valéria Turca (ESPAMOL, Turma 10º C) e 3º Letícia Thomaz (ESPAMOL, Turma 10º C).
Este concurso, que é de periodicidade anual, tem como principal objectivo desenvolver a capacidade de expressão escrita, de forma lúdica, e proporcionar o prazer da escrita, na infância e juventude. Na edição deste ano, o concurso consistiu na redação individual de uma história obedecendo às caraterísticas do texto narrativo e tendo como tema “ A Viagem”.
Os prémios serão entregues aos vencedores de cada ciclo de escolaridade, na Feira da Cidadania 2012.

                           

Leiam aqui os textos vencedores dos alunos da ESPAMOL

                        

3º Prémio - 3º ciclo

 
                        
  1º Prémio - Secundário

                        
2º Prémio- Secundário
                        
               
                                                             3º Prémio- Secundário

Aqui está a história coletiva, imaginada pelos visitantes da BE, no Dia Aberto

                      

Dia Aberto na Biblioteca da ESPAMOL

No passado dia 11 de maio de 2012, decorreu o Dia Aberto na nossa escola.
A escola estava diferente… cheia de animação e boa disposição. A biblioteca foi também um local de encontro ou mesmo reencontro… houve exposições de livros sobre os vários temas da CDU; exposição de candeeiros de alunos do 9º ano, da disciplina de Educação Tecnológica, orientados pela professora Fátima Pimentel; exposição de trabalhos em Língua Francesa dos alunos da professora Anabela Rodrigues; leitura de poemas com acompanhamento musical, pelos alunos do 10º B, auxiliados pela professora Sameiro e visionamento de uma curta-metragem humorística, com o título: “ O que é um livro”.
Os visitantes também foram convidados a elaborar uma história coletiva e a dar a sua opinião sobre o que significava para eles uma biblioteca escolar.
No final, todos pareceram satisfeitos, tendo-lhes sido entregue um marcador com o endereço do nosso querido blogue, MUNDOTECA.
Um bem-haja e um muito obrigado a todos os participantes!

Fotos e mais fotos...
                      

A Biblioteca também dá prémios...

Entrega de prémios às vencedoras do Concurso Nacional de Leitura e às Melhores Leitoras da ESPAMOL 
Muitos parabéns às vencedoras!

      
                


domingo, 6 de maio de 2012

quarta-feira, 2 de maio de 2012

A não perder...Jorge Serafim na Biblioteca Escolar

       
                
                Boa disposição e gargalhadas estridentes de miúdos e graúdos da nossa escola
 
                     

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Com Fábio Ventura foi assim...

As nossas turmas dos 10º B,G e 12º A assistiram à apresentação dos livros do jovem escritor portimonense, Fábio Ventura, na biblioteca da ESPAMOL. O nosso convidado demonstrou grande simpatia,frescura e autenticidade, provando que a leitura e a escrita não escolhe idades.
Quem sabe se esta visita não contagiou com o bichinho da leitura e da escrita os nossos alunos.
Um grande agradecimento a Fávio Ventura e a todos os participantes.
Aqui têm algumas fotos:

                                    

sábado, 21 de abril de 2012

Concurso Nacional de Leitura - fase distrital -Olhão

No passado dia 18 de abril, lá fomos nós para o Auditório de Olhão prestar provas...
Embora não tenham sido selecionados para a sessão nacional, os nossos alunos demonstraram muita garra e muita coragem.
Muitos Parabéns a todos os participantes!

                          

Utilização segura da INTERNET na BE da EB1 Lagoa

No dia 16 de abril, o professor Daniel Freitas e os seus alunos do Curso de Instalação e Reparação de Computadores (IRC) estiveram na biblioteca da escola E.B.1/J.I. de Lagoa, onde dinamizaram duas sessões de sensibilização aos alunos do 4º ano sobre a utilização segura das redes sociais.
Os alunos mostraram-se motivados e colocaram algumas dúvidas sobre este tema de grande interesse para eles.
Os docentes consideraram estes esclarecimentos muito úteis, uma vez que vêm ao encontro dos assuntos abordados em sala de aula.
Mais uma vez a biblioteca foi um local de aprendizagem e conhecimento!
Um muito obrigado a todos os participantes.
       
      

                  

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Fábio Ventura de novo na nossa escola




No dia 23 de Abril, Fábio Ventura, autor da série Órbias, encontrar-se-á com alunos do nosso Agrupamento. Durante a manhã estará na EB23 Jacinto Correia e durante a tarde estará na Esc. Sec. Pe. A. M. Oliveira.


Fábio Ventura nasceu em Portimão, em 1986. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade do Algarve. Tem publicados dois títulos da série Órbias, que começou a escrever com 19 anos.



"Orbias - As Guerreiras da Deusa é o primeiro livro do jovem autor Fábio Ventura e pode-se dizer que está realmente lindo esteticamente (...); este é capaz de ser o livro de um autor português com a capa mais gira até agora (...).
Em relação à história, está realmente boa. Trata de um mundo paralelo a nosso, Orbias, em que na vez de ser regido por um Deus é por uma Deusa. Acontece que a Deusa tentou criar pessoas mais à sua imagem que Deus e para isso deu parte dos seus poderes a seis pessoas, também conhecidas pelas Guerreiras da Deusa. Após alguns conflitos os dois mundos acabam por ser separados, contudo nem tudo corre como planeado. Quando os dois mundos voltam a estar em perigo as Guerreiras são despertadas.
Uma das principais Guerreiras e em torno da qual a história gira mais é de Noemi, uma rapariga simples e tímida, universitária, cuja vida muda por completo quando descobre ser uma Guerreira da Deusa e descobre Orbias.
Orbias - As Guerreiras da Deusa é uma história cheia de sensualidade, magia e humor que ainda me fez rir bastantes vezes (...).
Acho que o livro está realmente bem escrito (...), simplesmente acho nós portugueses podemos ter tanto talento, inclusive no campo da literatura fantástica, como os outros escritores. A história está muito bem desenvolvida e foi realmente bom encontrar algumas alusões à história e tradição portuguesa pois o autor aproveita lendas como a da Moura Encantada e a da Rainha Santa Isabel, assim como faz referências outras personalidades, basta estarem atentos.
Vale mesmo a pena ler, aliás, aconselho vivamente a sua leitura porque está realmente bom, e o final está de nos deixar de boca aberta, completamente aberta mesmo de choque (...)."


http://ocantinhodasletras.blogs.sapo.pt/15530.html



 
                       

Problema do Mês de Abril - Clube da Matemática

"De que me irei ocupar no céu, durante toda a Eternidade, se não me derem uma infinidade de problemas de Matemática para resolver?" Augustin Louis Cauchy
  
                            

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Páscoa Feliz!

                                 
                                                

terça-feira, 27 de março de 2012

Poesia e mais Poesia no Auditório da ESPAMOL

Os dias 20 e 21 de março foram dias de poesia, de música, de animação.
Os professores do Subdepartamento de Português, em colaboração com a Biblioteca Escolar, escolheram estes dias para celebrar o poder da palavra e das rimas.
Sessões animadadas e cheias de alegria e boa disposição.

Uma semana da leitura em grande estilo...

O vídeo e as fotos para te deliciares:
   
        

                    
                     
                      

                      

domingo, 25 de março de 2012

A primavera já chegou...

O dia 21 de março foi o Dia Mundial da Poesia e primeiro dia da primavera. Aqui deixamos o belíssimo poema de Alberto Caeiro "Quando vier a primavera", dito pelo encenador Valdemar Santos. Foi um dos poemas que integraram a iniciativa "Um poema por semana" da RTP2, da autoria de Paula Moura Pinheiro. Nada melhor do que ouvirmos um belo poema num dia de primavera, principalmente se nele estiverem as palavras de quem viu sempre o mundo como se ele fosse uma flor que nasce pela primeira vez.

 


Quando vier a primavera,
Se eu já estiver morto,
As flores florirão da mesma maneira
E as árvores não serão menos verdes que na primavera passada.
A realidade não precisa de mim.
Sinto uma alegria enorme
Ao pensar que a minha morte não tem importância nenhuma.


Se soubesse que amanhã morria
E a primavera era depois de amanhã,
Morreria contente, porque ela era depois de amanhã.
Se esse é o seu tempo, quando havia ela de vir senão no seu tempo?
Gosto que tudo seja real e que tudo esteja certo;
E gosto porque assim seria, mesmo que eu não gostasse.
Por isso, se morrer agora, morro contente,
Porque tudo é real e tudo está certo.


Podem rezar latim sobre o meu caixão, se quiserem.
Se quiserem, podem dançar e cantar à roda dele.
Não tenho preferências para quando já não puder ter preferências.
O que for, quando for, é que será o que é.




Alberto Caeiro


1889-1915